segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Pão de Cogumelos e Bacon

Passei o fim de semana na aldeia do Alcaide, no Míscaros 2010 - Festival dos Cogumelos, tal como divulguei no post anterior que foi completamente dedicado a este Festival dos Míscaros.
Nesta foto vê-se a torre do Alcaide, um dos símbolos identificados no cartaz do festival:


Vi imensas espécies de cogumelos frescos, que se encontravam em exposição, incluindo os cogumelos venenosos. Havia a barraquinha que vendia míscaros e outras espécies de cogumelos, havia imensas tasquinhas com muitos licores e iguarias tendo como base cogumelos. Por exemplo...


Muitas tinham cogumelos frescos à entrada, em exposição.
Estes são todos comestíveis:

Nesta caixa, são todos tóxicos excepto um:

Vi e provei as confecções culinárias do vários chefs que por lá passaram.

Tive a oportunidade de falar com o chef Chakall, que é uma pessoa muito acessível e divertida - imaginem que ele até cantou e dançou um pouquinho enquanto cozinhava! :)
Falei-lhe deste meu cantinho dedicado ao pão e ele manifestou interesse em conhecer o blog. Por isso, chef Chakall, se ler isto, seja muito bem vindo!

Eu e El Chakall:


E foi assim que se passou o fim de semana: muito bem passado!

No regresso a casa, ainda fiz um pão inspirado neste fim de semana dedicado aos cogumelos: o Pão de Cogumelos e Bacon!


Mas primeiro, quero falar um pouco sobre este fungo: o cogumelo, que tem cerca de 70% de água.
Cogumelo é o nome comum dado às frutificações de alguns fungos das divisões Basidiomycota e Ascomycota. A frutificação é a estrutura de reprodução sexuada destes organismos, tendo uma ampla variedade de formas e cores.
Muitos cogumelos são comestíveis, alguns, como Agaricus sylvaticus, o Agaricus blazei e Pleurotus, entre outros, são largamente cultivados, outros, no entanto, são tóxicos podendo, em alguns casos levar à morte. Há ainda certos cogumelos com propriedades alucinógenas, mas estes dois últimos não são de interesse gastronómico pois podem causar náuseas e desorientação
Antes de assumir que qualquer cogumelo silvestre é comestível, deve proceder-se à sua identificação. A correcta identificação de uma espécie é o único modo seguro de garantir a comestibilidade.

Passemos então à aguardada receita...

Ingredientes:
320 ml de água morna
500 g de farinha para Pão Rústico, da Nacional
1 colher de azeite
100 g de bacon cortado aos cubinhos
200 g de cogumelos laminados, de lata (1 lata pequena)

Confecção:
Coloque a água e a farinha para Pão Rústico, da Nacional (que já contém sal e levedura) na cuba da máquina de fazer pão.
Seleccione o programa "Massa" (cerca de 1h30m), que amassa e deixa levedar.
Quando a máquina apitar, avisando o momento de adição de ingredientes adicionais, junte o bacon e os cogumelos.


Findo o programa, retire a massa para uma superfície enfarinhada.
Dê uma forma arrendondada ao pão, colocando-o de seguida num tabuleiro que possa ir ao forno. Dê dois golpes, com uma faca, no topo do pão.


Coloque no forno, pré-aquecido a 230ºC, durante cerca de 20 a 25 m (se começar a corar muito, proteger o pão com uma folha de alumínio).
Findo o tempo, verifique se o pão se encontra cozido, batendo com os dedos no fundo do pão. Se soar a oco, significa que o pão está cozido.


Bom apetite!

8 comentários:

  1. Estou a ver que a ida à terrinha deu-te novas ideias. Muito bem :)!

    Está com bom aspecto...

    ResponderEliminar
  2. o Chakall é uma pessoa maravilhosa, tive a sorte de o conhecer pessoalmente no início do mês e de o ver cozinhar, é um bem disposto...
    o teu pão está com um aspecto realmente apetitoso.

    ResponderEliminar
  3. que bela inspiração trouxeste do festivl
    não conheço o chakal nao me importava nada de estar ai ao lado tambem.
    beijinhos

    ResponderEliminar
  4. que belo aspecto tem esse pão!

    estou a ver que foi um fim-de-semana bem passado, e o melhor é comprarmos os cogumelos para nao correr riscos.

    :)

    ResponderEliminar
  5. Este pão ficou com um aspecto maravilhoso e deve ser uma delícia. Gosto imenso de cogumelos. Mas só utilizo cogumelos frescos comprados (tenho algum receio), ou enlatados.
    Também admiro muito a cozinha do Chakall, não o conheço pessoalmente, mas tenho alguns livros dele.

    Bjs

    ResponderEliminar
  6. Obrigada pelos comentários :)

    Ainda ontem vi o programa dele na Sic Mulher, é mesmo uma pessoa como se vê no programa: muito divertida e sábia! :)
    É bom ver que ele faz um programa que se dedica a mostrar o interior de Portugal e a gastronomia das Regiões :)

    Sobre os cogumelos, é mesmo essa a mensagem que quero fazer passar: não entrar em aventuras sozinhos para colher cogumelos silvestres, porque há muitos venenosos parecidos com os comestíveis. Por isso é melhor comprar os cogumelos a quem os conhece bem, nestes eventos onde há imensos conhecedores do assunto, nas lojas ou então enlatados!

    Beijocas!

    ResponderEliminar

Blog Widget by LinkWithin
Pin It button on image hover