segunda-feira, 4 de julho de 2011

Pão de Frutos Vermelhos

Neste fim de semana estive com um grupo de amigos a fazer uma churrascada (mais do tipo, eles assam e as mulheres comem :D ). Levei um pão de frutos vermelhos que fez sucesso e o melhor de tudo, é que foi facílimo de fazer!

Mas primeiro vamos conhecer melhor os frutos vermelhos...

Os frutos vermelhos (morango, framboesa, mirtilo, groselha, arando, amora) são uma fonte rica de antioxidantes, que têm vindo a adquirir relevância em relação ao retardamento do envelhecimento e contribuem para a eliminação de toxinas do organismo.

frutos vermelhos

Para além do fornecimento básico de vitaminas e nutrientes, ajudam a combater as perdas de memória, depressão, artrite, ajudam à digestão, alívio de dores menstruais, alívio da congestão das vias respiratórias e as dores de garganta. Os arandos e as groselhas-pretas são úteis em caso de infecções dos rins, bexiga e vias urinárias, agindo como purificantes.
Ao ingerir frutos vermelhos está ingerir vitaminas C, B1, B2 e B6, magnésio, fósforo, cálcio, potássio, ferro, zinco, cobre, ácido fólico, que são vitais para a saúde e para o crescimento celular.
Fonte: Selecções

E agora vamos à receita...

Ingredientes:

  • 320 ml de sumo de frutos vermelhos (existe da marca Compal, Continente...)
  • 4 colheres de sopa de açúcar
  • 2 colheres de sopa de margarina (usei Vaqueiro líquida)
  • 500g de farinha Pão Caseiro da Nacional (já inclui fermento e sal)
  • 150g de frutos silvestres (usei os congelados da Iglo: groselhas vermelhas, morangos, amoras, groselhas pretas, framboesas e mirtilos)


Confecção:

  1. Deite o sumo de frutos vermelhos para dentro da máquina de fazer pão.
  2. Junte a farinha e escolha o programa Pão Básico, cor média, peso 750g.
  3. Quando a máquina apitar, junte os frutos vermelhos e deixe prosseguir o ciclo.


Nota:
A minha máquina apita duas vezes:  da primeira vez apita cerca de 30 m depois do início do ciclo e da segunda vez já é perto da hora de começar a cozer (leva 1h a cozer).
Eu adicionei os frutos vermelhos ao segundo apito, motivo pelo qual os frutos não se misturaram na massa e ficaram à volta do pão, como se fosse uma compota. Se optar por este procedimento, tenha cuidado ao desenformar o pão depois de cozido!



Bom apetite!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Blog Widget by LinkWithin
Pin It button on image hover