terça-feira, 7 de abril de 2020

Massa mãe

Estamos a viver um periodo de isolamento social, motivado pela presença do vírus COVID-19 em escala mundial, e por isso muita gente tem aproveitado este período de quarentena para fazer o seu pão em casa.
Evite o risco de sair de casa para ir comprar pão à padaria: vá buscar a sua máquina de fazer pão e trate de lhe dar uso!

Encontra aqui no blog muitas receitas de fazer pão com ou sem a máquina de fazer pão.
Aquelas cuja receita seja com uma farinha pré-preparada para a máquina de fazer pão pode ser facilmente substituída por farinha e fermento de padeiro.
Se não tem fermento de padeiro em casa, pode fazer a sua própria massa mãe, que serve como substituto do fermento de padeiro numa receita.

Massa mãe
Massa mãe


Uma massa mãe é um ingrediente natural com propriedades fermentativas que consiste apenas em farinha e água.
Quando a farinha é deixada a fermentar com a água, produz-se a massa mãe. Depois quando quiser utilizar, use a massa mãe com mais água, sal e farinha (ingredientes do pão). De cada vez que fizer a massa do pão, retire um pouco da massa e guarde para usar no próximo pão, como substituto do fermento. 

Os métodos e receitas de massas mãe foram passando de geração em geração ao longo de milhares de anos, desde os tempos do antigo Egipto. De facto, era esta a principal forma de fermentação até à Idade Média, e continua a ser uma opção bastante popular nos dias de hoje.

Existem vários tipos de massa mãe, cada um com a sua forma de confecção e variação nos ingredientes:
- isco (em inglês, o starter), também conhecido por fermentação natural ou cultura de fermento
- poolish
- biga

Aprenda a fazer a massa-mãe pelo processo do fermentação natural, sem recorrer ao fermento de padeiro.

Ingredientes:
Farinha
Água

Confecção:
Dia 1
Misture a mesma quantidade de farinha e água, e coloque num frasco, tentando que fique a meio do recipiente.
Deixa-se a repousar num lugar temperado até ao dia seguinte.

Dia 2
A massa começa a formar pequenas bolhas de ar.
Tira-se metade da massa e volta-se a adicionar farinha e água, em quantidades iguais, até metade do recipiente

Dia 3
A massa já term mais bolhas de ar e aumentou de volume.
Tira-se metade da massa e volta-se a adicionar farinha e água, em quantidades iguais,  até metade do recipiente

Dia 4
A massa duplicou de volume e já está cheia de bolhas.
A massa está pronta a ser usada para fazer pães.
Utiliza-se uma parte da massa e a outra parte guarda-se no frigorífico, para se ter sempre uma porção da massa-mãe pronta a usar.

Quando se quiser usar a massa-mãe guardada, tira-se umas horas antes e volta-se a adicionar água e farinha em partes iguais, deixando-se repousar durante mais umas horas.

Fonte:

2 comentários:

  1. Pode-se utilizar farinha normal ja com o fermento? nao é a preparada para a mfp.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dessa farinha que já tem fermento, tipo a Branca de Neve, não pode ser usada para fazer pão, porque o fermento que traz não é o adequado para o pão, porque não permite levedar o pão.

      Eliminar

Blog Widget by LinkWithin