quarta-feira, 27 de julho de 2011

Tapas: Montadito de queijo fresco

Estive uma semana na praia, de férias no Algarve, e até estive presente na inauguração do Manta Beach Summer Spot 2011, na praia da Manta Rota.

Antes de ir de viagem de férias e para não deixar estragar o pão Vitale da Nacional que tinha feito, fatiei-o, coloquei as fatias num saco de plástico e depois meti-o no congelador.
Quando regressei, tirei as fatias que queria comer, coloquei em cima de um prato e deixei descongelar (o pão fatiado congelado descongela num instante).

Desta forma aproveitei e fiz umas Tapas com Queijo Fresco.

Para quem não conhece, Tapas é o nome dado aos petiscos, em Espanha, podendo ser servidos frios, quentes, servidos entre refeições, como entradas ou mesmo como refeições, sendo rápidas e fáceis de preparar. As tapas podem ser simplesmente um pratinho com azeitonas ou calamares ou fatias de presunto ou até mesmo fatias de pão com algo por cima (estas fatias de pão com algo "montado" sobre o pão, são os Montaditos).

A lenda diz que a tradição de comer Tapas começou quando o Rei Afonso X de Leão e Castela, recuperou de uma doença bebendo vinho e comendo pequenos petiscos entre refeições. Ao curar-se, o rei declarou que as tabernas (bares) não poderiam servir vinho, caso não fossem acompanhados de pequenos petiscos.

Dizem os sevilhanos que as Tapas têm esse nome, porque antigamente, os copos de vinho servidos em bares eram tapados com uma fatia de pão, que quase sempre levava presunto. Daí o nome "tapas", que deriva do verbo "tapar".

Passemos então à receita, de como fazer os Montaditos de Queijo Fresco, que são uma excelente opção para uma pequena refeição de Verão.

Montadito de Queijo Fresco

Ingredientes:
Fatias de pão (usei Pão Vitale da Nacional, ver a receita aqui)
Folhas de alface
Queijo fresco
Sal fino
Pimenta branca
Fiambre
Cebolinho

Confecção:
Sobre cada fatia de pão disponha uma folha de alface (previamente lavada e secada com papel de cozinha), seguida de queijo fresco cortado às rodelas.
Sobre o queijo fresco coloque uma pitada de sal fino e uma pitada de pimenta branca.
Coloque um pouco de fiambre por cima e polvilhe com um pouco de cebolinho cortado.

Bom apetite!

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Pão de Amora

Seguindo a ideia da semana passada, em usar sumo de fruta como elemento líquido para fazer um pão, o Pão de Frutos Vermelhos, hoje fiz o Pão de Amora, tendo por base um sumo de Amora, no entanto se não tiver acesso a este sumo pode utilizar chá de amora.

Pão de Amora


O sumo de amora é feito com 1 chávena (chá) de amoras, com 1 copo (250 ml) de água e mel a gosto, triturar tudo e coar se desejar eliminar algum resíduo mal triturado.

Amoras

A amora é uma fruta muito saborosa que ajuda a reduzir o colesterol e a controlar a pressão arterial. É rica em vitaminas, minerais e antioxidantes e apresenta função antiinflamatória, diurética, calmante, sedativa e expectorante.

As folhas da amora são utilizadas como anti-cancerígeno e tónico muscular. A fruta também é indicada para pessoas com artrite e reumatismo.

Pode ser consumida em sucos, polpas, vinhos e em comprimidos.
O chá da amora quente com mel ajuda a curar amigdalite, rouquidão, aftas e inflamação nas gengivas e nas cordas vocais.

Rica em cálcio, potássio, magnésio, ferro, proteínas, fibras e zinco, desintoxica e protege o organismo, reduzindo o risco de cancro, diabetes e pressão alta.

Fonte de artigo sobre a amora: Só Nutrição

Ingredientes:
300 ml de sumo de amora (existe já feito da marca Compal)
500g de farinha de Pão Caseiro da Nacional (já tem fermento e sal)
150g de frutos silvestres (usei os congelados da Iglo: groselhas vermelhas, morangos, amoras, groselhas pretas, framboesas e mirtilos)

Confecção:
Coloque o sumo de amora dentro da cuba da máquina de fazer pão e adicione a farinha.
Seleccione o peso 750g, cor média e programa Básico.
Quando a máquina apitar adicione os frutos silvestres.

Bom apetite!

terça-feira, 12 de julho de 2011

Pão de Girassol

receitas para a máquina de fazer pão: receita de pão de girassol
Pão de Girassol

Este fim de semana decidi tirar partido dos benefícios dos derivados do girassol: o óleo vegetal de girassol (extraído a partir das sementes) e as sementes de girassol.

Campo de girassóis

O girassol é uma planta cuja flor tem cerca de 30cm de diâmetro e cujo caule pode atingir os 3m. Tem uma característica especial: a sua flor encontra-se sempre voltada para o sol - heliotropismo.

Na alimentação, é utilizado o óleo vegetal (que é poli saturado) extraído a partir das sementes de girassol e as sementes, que podem ser comidas simplesmente como apetitivo.
As sementes têm propriedades anti-inflamatórias, proporcionam benefícios cardiovasculares, combatem o colesterol, promovem a desintoxicação celular, oferecendo assim protecção contra cancros.
Fonte: Baseado em artigo de Alimentação Saudável

Fiquemos então com a receita...

Ingredientes:
330 ml de água morna
2 colheres de sopa de óleo de girassol
500 g de farinha Pão Rústico da Nacional
40g de sementes de girassol
20g de sementes de sésamo
20g de flocos de trigo integral

Confecção:
Colocar a água e a farinha na cuba da máquina de fazer pão.
Seleccionar o programa pão básico, cor média, peso 750g.
Quando a máquina apitar, adicionar as sementes de girassol, sementes de sésamo e os flocos de trigo integral.

Bom apetite!

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Pão de Frutos Vermelhos

Neste fim de semana estive com um grupo de amigos a fazer uma churrascada (mais do tipo, eles assam e as mulheres comem :D ). Levei um pão de frutos vermelhos que fez sucesso e o melhor de tudo, é que foi facílimo de fazer!

Mas primeiro vamos conhecer melhor os frutos vermelhos...

Os frutos vermelhos (morango, framboesa, mirtilo, groselha, arando, amora) são uma fonte rica de antioxidantes, que têm vindo a adquirir relevância em relação ao retardamento do envelhecimento e contribuem para a eliminação de toxinas do organismo.

frutos vermelhos

Para além do fornecimento básico de vitaminas e nutrientes, ajudam a combater as perdas de memória, depressão, artrite, ajudam à digestão, alívio de dores menstruais, alívio da congestão das vias respiratórias e as dores de garganta. Os arandos e as groselhas-pretas são úteis em caso de infecções dos rins, bexiga e vias urinárias, agindo como purificantes.
Ao ingerir frutos vermelhos está ingerir vitaminas C, B1, B2 e B6, magnésio, fósforo, cálcio, potássio, ferro, zinco, cobre, ácido fólico, que são vitais para a saúde e para o crescimento celular.
Fonte: Selecções

E agora vamos à receita...

Ingredientes:

  • 320 ml de sumo de frutos vermelhos (existe da marca Compal, Continente...)
  • 4 colheres de sopa de açúcar
  • 2 colheres de sopa de margarina (usei Vaqueiro líquida)
  • 500g de farinha Pão Caseiro da Nacional (já inclui fermento e sal)
  • 150g de frutos silvestres (usei os congelados da Iglo: groselhas vermelhas, morangos, amoras, groselhas pretas, framboesas e mirtilos)


Confecção:

  1. Deite o sumo de frutos vermelhos para dentro da máquina de fazer pão.
  2. Junte a farinha e escolha o programa Pão Básico, cor média, peso 750g.
  3. Quando a máquina apitar, junte os frutos vermelhos e deixe prosseguir o ciclo.


Nota:
A minha máquina apita duas vezes:  da primeira vez apita cerca de 30 m depois do início do ciclo e da segunda vez já é perto da hora de começar a cozer (leva 1h a cozer).
Eu adicionei os frutos vermelhos ao segundo apito, motivo pelo qual os frutos não se misturaram na massa e ficaram à volta do pão, como se fosse uma compota. Se optar por este procedimento, tenha cuidado ao desenformar o pão depois de cozido!



Bom apetite!
Blog Widget by LinkWithin
Pin It button on image hover