segunda-feira, 27 de junho de 2011

Pão de Cevada, Centeio e Chicória

O pão do fim de semana foi este, mas já conto como se faz...


Este fim de semana as temperaturas estiveram bem elevadas!
Não fui para a praia, mas fui fazer um curso de sushi, de 2 dias! Custou um bocado estar enfiada numa cozinha, sem ar condicionado, com tanto calor!
Mas, valeu a pena, porque agora tenho um diploma de sushi-woman.
Vejam lá que até usei uma pinça XXL (coisa que desconhecia que existisse em tamanho gigante) para tirar espinhas aos peixes que estivémos a arranjar: salmão, robalo e atum (este não precisou de ter espinhas tiradas)!

Atum e Salmão, no curso de sushi


Bem, quanto à receita do pão da semana, optei por fazer um pão de cevada, centeio e chicória.
Vamos conhecer um pouco destes cereais e por isso comecemos pela cevada...

Cevada
Fonte: wikipedia

A cevada é uma graminea cerealífica, cuja flor (disposta em espigas) e frutos servem para a produção de uma farinha alimentícia. A germinação dos seus grãos (malte) serve para a fabricação de cerveja e os grãos torrados e moídos são utilizados para fabricar uma bebida sem cafeína de aspecto semelhante ao café.

Centeio
Fonte: wikipedia

O centeio também é uma gramínea, cujo grão é também utilizado para fazer farinha, ração, cerveja, alguns tipos de whisky e grande parte das vodkas. Os vestígios mais antigos da utilização doméstica do centeio foram encontrados em Tel Abu Hureyra, no norte da Síria, no vale do Eufrates, datado do fim do Epipaleolítico.

Chicória
Fonte: Pesagro

E por fim, a chicória.
A chicória é uma planta arbustiva perene, com tubérculos longos que, após torrefação e moagem, é utilizada como um substituto para o café ou na produção dos cafés de mistura. As suas folhas, ricas em fibras, são utilizadas em saladas e, industrialmente, na produção da fibra solúvel inulina.

Estes três elementos são os ingredientes de uma bebida solúvel de cereais sem cafeína: o Bolero. E foi mesmo o Bolero que acabei por utilizar, no entanto se não tiver acesso a este produto, poderá fazer a sua própria mistura comprando saquinhos destes ingredientes.

Ingredientes:
320ml de água
1 colher de mel
2 colheres de sopa de pó de bebida de cereais sem cafeína (Bolero)
500g de farinha Nacional Pão Caseiro (já tem fermento e sal)

Confecção:
Coloque os ingredientes na cuba da Máquina de Fazer Pão, pela ordem apresentada.
Seleccionar o programa Pão Básico, cor média e peso 750g.

Bom apetite!

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Tabela de Conversão de Medidas

Fonte: Uniqa

Inaugurei esta semana uma página nova no separador de tabs, ali em cima, dedicada à Tabela de Conversão de Medidas, que tanto jeito nos dá quando estamos a ver uma receita com unidades de medidas e pesos diferentes daquelas a que estamos habituados.

Por isso, não deixem de a consultar, quando precisarem.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Pão de Morango II

No meu último post coloquei a receita de Pão de Morango, a ser feito com uma farinha preparada.

Vou tentar criar um hábito novo, para colocar também a receita no seu equivalente com farinha normal e fermento de padeiro, porque há muitas pessoas que preferem o método tradicional de fazer pão com a MFP.

E assim, aqui apresento a mesma receita na sua versão tradicional.



Ingredientes:
2 ovos batidos
500g de morangos lavados e cortados
100g de açúcar
750g de farinha de trigo T65 sem fermento
1 colher de chá de sal
12g de fermento de padeiro

Confecção:
Colocar os ingredientes na cuba da máquina de fazer pão, pela ordem indicada.
Seleccionar o programa pão básico, cor média e peso 750g.

Bom apetite!


Nota:
Como nem todos os ovos são do mesmo tamanho, a quantidade de líquido desta receita varia de pessoa para pessoa. Por isso terá de verificar como fica a massa durante a primeira meia hora. Se vir que está muito líquida, adicione farinha aos poucos. Saberá que está na quantidade certa de líquidos/farinha quando a máquina formar uma bola com a massa, durante o batimento da massa.

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Pão de Morango

Estamos na época dos morangos e por isso nada melhor que um pão dedicado a este fruto tão aromático e saboroso!


Nesta receita usei os tradicionais 500g de farinha preparada que já contem sal e  fermento para pão e adicionei mais 250g de farinha normal, para poder traçar a farinha. O tamanho do pão não ficou afectado, saindo do mesmo tamanho dos restantes que eu faço.
Nesta receita não deitei água, não é nenhum engano, porque os morangos já contêm água suficiente.
O resultado foi um pão ligeiramente cor de rosa, com um aroma a morango divinal!

Sobre o morango, sabia que...

Pão de Morango

O morango é rico em vitamina C e, por isso, o seu consumo evita a fragilidade dos ossos e a má formação dos dentes. Também dá resistência aos tecidos, age contra infecções, ajuda a cicatrizar ferimentos e evita hemorragias. Possui ainda, em menor quantidade, vitamina B5, conhecida como niacina, que tem a função de evitar problemas de pele, do aparelho digestivo e do sistema nervoso. Na fruta, também é encontrado ferro, que faz parte da formação do sangue.
É um fruto rico em água e com baixos níveis de hidratos de carbono.
Tem também um elevado conteúdo de potássio, responsável pela transmissão de impulsos nervosos e pelo bom funcionamento dos músculos.
Possui ainda ácido fólico, que intervém na produção de glóbulos vermelhos e brancos e na síntese de anticorpos, o que ajuda a reforçar as defesas naturais, sendo muito recomendado às mulheres grávidas na prevenção da espinha fíbida do feto e de anemias.
Além disto o morango tem ainda um efeito diurético, que favorece a eliminação do ácido úrico e sais.

Por isso, não se esqueça de incluir os morangos na sua alimentação e disfrutar de todos os seus benefícios!

Quanto à receita...

Ingredientes:
2 ovos batidos
500g de morangos lavados e cortados
100g de açúcar
500g de farinha Pão Caseiro da Nacional
250g de farinha de trigo T65 sem fermento.

Confecção:
Colocar os ingredientes na cuba da máquina de fazer pão, pela ordem indicada.
Seleccionar o programa pão básico, cor média e peso 750g.

Bom apetite!


Nota:
Como nem todos os ovos são do mesmo tamanho, a quantidade de líquido desta receita varia de pessoa para pessoa. Por isso terá de verificar como fica a massa durante a primeira meia hora. Se vir que está muito líquida, adicione farinha aos poucos. Saberá que está na quantidade certa de líquidos/farinha quando a máquina formar uma bola com a massa, durante o batimento da massa.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Pão de Milho Continente

Comprei neste fim de semana uma farinha nova (pelo menos é nova para mim, que ainda não a conhecia): a Farinha de Milho preparada do Continente, que é das que já tem sal e fermento para o pão. Ainda não tinha visto uma farinha de milho preparada para a MFP, e como o pão de milho é um dos meus favoritos, comprei para experimentar.



O Continente inovou a embalagem das farinhas preparadas, para tentar evitar a degradação do fermento: utilizou uma embalagem de plástico transparente, como as embalagens do arroz, e tem um autocolante para podermos fechar a embalagem. Bom bom bom era se tivesse um fecho hermético, como os que existem nos saquinhos de especiarias da Margão, mas calculo que isso faça disparar os custos de produção.


Aqui fica a experiência com o uso desta farinha de milho...

Ingredientes:
300ml de água
2 colheres de sopa de óleo alimentar
500g de farinha de milho preparada Continente

Confecção:
Colocar todos os ingredientes na cuba da máquina de fazer pão, pela ordem indicada.
Escolher o programa Rápido, cor média e peso 750g.


Bom apetite!

terça-feira, 7 de junho de 2011

Pão de Canela e Nozes

Na receita confeccionada neste fim de semana, optei por incluir nozes e canela na composição do pão. Estes dois ingredientes ligam muito bem, dando um aroma distinto ao pão.



Fiquemos a saber um pouco mais sobre as nozes...

A noz é o fruto da nogueira, pertencente à família das Juglandáceas, e teve origem na Índia e nas regiões do mar Cáspio. Requer um clima temperado a fresco para amadurecer.
No século IV AC, os antigos Romanos introduziram a noz em vários países europeus, onde tem sido cultivada até à actualidade, embora nos dias de hoje já seja vastamente cultivada em todo o mundo.

Ao longo da sua história, este fruto seco tem sido altamente reverenciado devido às suas propriedades medicinais. Ao incluir nozes na sua alimentação está a dar um passo importante na prevenção de doenças cardiovasculares.

A casca das nozes apresenta dois lobos com superfície irregular. O miolo apresenta cor clara, revestida por uma fina película acastanhada. A parte edível é envolvida por uma casca castanha muito dura, mas que é facilmente removida com um quebra-nozes.


Vantagens e Desvantagens na Saúde:
Este delicioso fruto seco é uma excelente fonte de n-3, um ácido gordo que o organismo não sintetiza. Os potenciais benefícios deste nutrimento para a saúde vão desde protecção cardiovascular, por favorecer o perfil lipídico em indivíduos com hipercolesterolemia; promoção da função cognitiva; efeito anti-inflamatório, evitando a formação da placa de ateroma.

As células cerebrais e nervosas são compostas essencialmente por gordura, desempenhando o n-3, também neste caso, um papel fundamental nestas estruturas.

Um antioxidante particular da noz é o ácido elágico, que favorece o sistema imunitário e previne o cancro, devido a várias propriedades anticarcinogénicas que contém que bloqueiam as vias metabólicas indutoras desta patologia. Este ácido não ajuda apenas a proteger as células saudáveis dos danos causados pelos radicais livres, mas também ajuda a desintoxicá-las de substâncias potencialmente carcinogénicas.

As nozes contêm ainda teores expressivos de L-arginina, um aminoácido essencial, especialmente importante para quem sofre de hipertensão arterial. A L-arginina é convertida em óxido nítrico - composto vasodilatador que ajuda a manter a integridade dos vasos sanguíneos. Assim, este aminoácido torna-se particularmente importante nesta patologia uma vez que estes indivíduos apresentam, geralmente, os níveis de óxido nítrico abaixo do normal.

A ingestão de nozes também diminui os teores plasmáticos de E-selectina, molécula que favorece o processo de adesão celular promovendo a formação de placas de ateroma (efeito anti-inflamatório).

O teor considerável em vitamina B6, promove o bom funcionamento do cérebro e a produção de glóbulos vermelhos.

As nozes são uma boa fonte de manganês e cobre, dois minerais fundamentais, que são co-factores de inúmeras enzimas envolvidas no processo de antioxidação celular.

É de salientar que as nozes apresentam um valor energético muito elevado, logo a sua ingestão deve ser moderada.

Valor Nutricional
Cada 100 gramas de noz contém:
Calorias - 650 kcal
Tamanho - 1,2 cm
Vitamina A - 1 U.l.
Vitamina B1 (Tiamina) - 0 mcg
Vitamina B2 - 0,9 mcg
Fósforo - 380 mg
Cálcio - 90 mg
Sódio - 2 mg

Fonte do texto:
Baseado em informações provenientes da Nestlé e da Wikipedia.

Agora que já conhecemos a fundo o principal ingrediente deste pão, passemos então à receita...

Ingredientes:
(Modo Tradicional):

320ml de água morna
2 colheres de sopa de margarina derretida
2 colheres rasas de chá de canela em pó
1 colher rasa de chá de erva-doce
100g de açúcar
600g de farinha de trigo
1 colher de chá de sal
12g de fermento de padeiro
70g de nozes picadas


(Modo Alternativo, com farinha preparada):
320ml de água morna
2 colheres de sopa de margarina (usei Vaqueiro líquida)
2 colheres rasas de chá de canela em pó
1 colher rasa de chá de erva-doce
100g de açúcar
600g de farinha Pão Caseiro da Nacional
70g de nozes picadas

Confecção:
Coloque todos os ingredientes na cuba da máquina de fazer pão, pela ordem indicada, excepto as nozes.
Seleccione o programa pão Básico, cor média e peso 750g.
Quando a máquina apitar, para juntar ingredientes extra, junte as nozes picadas.


Bom apetite!

Nota: pode substituir a farinha preparada Nacional por farinha de trigo, sal e fermento de padeiro.
Blog Widget by LinkWithin
Pin It button on image hover