sábado, 31 de dezembro de 2011

Brioche de Limão

Aqui deixo mais uma sugestão para acompanhar a ceia do Réveillon, caso a façam em casa: um brioche aromatizado com limão!

Brioche de limão

O Brioche, da tradicional pastelaria francesa, é enriquecido com ovo e manteiga para se obter uma textura muito leve e fofa, com uma côdea de cor dourada. É também considerado uma Viennoiserie, classificação da qual fazem parte os croissants.

Aqui fica a receita...

Ingredientes:
250 ml de leite morno
75 g de manteiga derretida
1 ovo batido
75 g de açúcar
Raspa de 1 limão
500 g de farinha de trigo Pão Caseiro Nacional (já tem sal e fermento)

Confecção:
Coloque todos os ingredientes, pela ordem indicada, na cuba da máquina de fazer pão.
Seleccionar o programa "Pão Doce" (na ausência deste, seleccione o programa Pão Básico), cor escura e peso 750g.

Bom apetite!

Pizza 4 Estações

Hoje é o último dia do ano de 2011.
E como tal, deixo-vos uma sugestão para poderem confeccionar para o vosso réveillon, se o passarem em casa: a Pizza 4 Estações!

Pizza 4 Estações

A Pizza 4 Estações é uma pizza com 4 ingredientes diferentes, colocados em cada quarto da pizza. Eu escolhi como ingredientes, azeitonas, ovo cozido, chouriço e cogumelos, mas podem colocar ingredientes à vossa escolha.

Aqui fica a receita...

Ingredientes:
1 ovo batido
5 colheres de sopa de azeite
Leite
500 g de farinha Pão Caseiro Nacional (já tem sal e fermento para pão)
Polpa de tomate
Mistura de 3 queijos ralados
Ovo cozido, fatiado
Chouriço às rodelas
Cogumelos laminados
Azeitonas laminadas, sem caroço
Orégãos

Confecção:
Coloque num copo medidor o ovo batido, o azeite e complete com leite morno até chegar aos 320ml.
Deite estes líquidos para a cuba da máquina de fazer pão e junte a farinha (que já tem sal e fermento para pão).
Seleccione o programa Massa e deixe a máquina completar o programa.

Findo o tempo, retire a massa para uma bancada salpicada de farinha e divida a massa em 3 partes.
Trabalhe cada uma das partes separadamente.
Estique a massa com a ajuda de um rolo de cozinha, dando uma forma arredondada, com o formato de uma pizza.

Coloque a massa esticada em cima de um tabuleiro que possa ir ao forno, e espalhe polpa de tomate em cima de metade da massa, seguida da mistura de 3 queijos. Por fim coloque as fatias de chouriço em cima de 1/4 da pizza, ovo cortado às rodelas noutro 1/4 da pizza, azeitonas laminadas noutro 1/4 da pizza e por fim cogumelos laminados noutro 1/4 da pizza. Polvilhar com orégãos.

Pizza 4 Estações, antes de ir ao forno

Leve ao forno, pré-aquecido a 200ºC, durante cerca de 15m.

Bom apetite e Bom Ano Novo!!

domingo, 18 de dezembro de 2011

Chocotone

O Natal está a chegar!
Já fizeram a vossa árvore de Natal?
Confesso que eu ainda não... mas para não fugir ao espírito natalício, hoje fiz uma receita típica desta época: chocotone, que é como quem diz, panetone de chocolate. Fugi um pouco à receita do chocotone, adicionando um pouco de canela e em vez de utilizar só 1 tipo de chocolate, usei 3 tipos de chocolate: chocolate branco, chocolate negro e chocolate de leite. A fusão do sabor do chocolate com a da canela é simplesmente deliciosa!
A foto do resultado está meio manhosa, porque uma das lâmpadas da cozinha está fundida. Detesto ir às compras pela altura do Natal, está sempre tudo cheio de gente e vou a mini-mercados para as evitar, mas por causa da lâmpada lá terei de ir meter-me nas confusões do hipermercado. Enfim, viva o Natal!

Chocotone
Sabendo um pouco mais sobre esta receita...
O panetone é um pão doce típico do Natal, de origem milanesa, com um aroma baunilhado e com frutas cristalizadas no seu interior, no entanto, com o passar dos tempos, a receita do panetone original deu lugar a outras variações, como o chocotone, o sorvetone e a Colomba Pascal.

Panetone original, com frutas

Uma antiga lenda diz que o panetone foi criado no século XVII por um padeiro da região da Lombardia chamado Toni que se apaixonou por uma rapariga. Para impressionar o seu sogro, criou uma nova receita de pão recheada com frutas cristalizadas. Com o tempo esse pão recebeu o nome de "pao di toni" ou seja o pão do Toni, que actualmente é chamado de panetone.

Vamos então à receita!

Ingredientes:
80 ml de leite morno
50 g de manteiga
4 ovos batidos
8 colheres de sopa de açúcar
1 colher de chá de canela
1 colher de sopa de essência de baunilha
550 g de farinha Pão Caseiro da Nacional (já tem fermento e sal)
2 copos de chocolate partido aos pedaços (chocolate branco, negro e de leite)

Confecção:
Coloque todos os ingredientes, excepto o chocolate, na cuba da máquina de fazer pão.
Escolha o programa Pão Básico, cor escura e peso 900g.
Quando a máquina apitar, para pedir ingredientes extra, adicione o chocolate partido aos pedaços.

Trio de chocolates
Quando o programa acabar, retirar da cuba e colocar a arrefecer sobre uma grelha.

Chocotone
Bom apetite!

Nota:
Se usar farinha de trigo normal, sem ser preparada para a máquina de fazer pão, não se esqueça de adicionar 1 colher de chá de sal e 3 colheres de chá de fermento biológico seco instantâneo

sábado, 3 de dezembro de 2011

Pão de Grão-de-Bico

Adivinhem o que é que acabei de fazer ali na cozinha? Pois é, adivinharam! O pão da semana é o Pão de Grão-de-Bico, cujo ingrediente principal é o grão, também conhecido por grão-de-bico..

Pão de Grão de Bico

A palavra grão, do latim granum,  descreve uma pequena partícula mais ou menos esférica. E é isso que acaba por ser esta leguminosa da família das fabáceas, originária do Médio Oriente. O seu cultivo foi desenvolvido pelas civilizações grega, romana e egípcia, mas a sua divulgação pelas regiões subtropicais deveu-se essencialmente aos navegadores portugueses e espanhóis, e a sua difusão pela Ásia deveu-se essencialmente aos comerciantes indianos.

O grão-de-bico é uma boa fonte de fibra que contribui para a redução dos níveis de colesterol. Além de baixar o colesterol, o grão-de-bico, quando combinado com arroz, constitui uma refeição com alto teor de proteínas de alta qualidade e um baixo número de calorias.

A contribuição do grão-de-bico para a sua saúde também reside nas quantidades significativas de ferro e magnésio que estes fornecem. O ferro é essencial para a saúde dos glóbulos vermelhos do sangue, que transportam o oxigénio do organismo para os tecidos, enquanto o magnésio tem um papel importante a nível de muitas estruturas (entra na composição de mais de trinta enzimas) e do bom funcionamento do sistema neuromuscular.

Possui ainda uma grande quantidade de triptofano, utilizado para produzir serotonina, responsável pela activação cerebral que dá a sensação de bem-estar, satisfação e confiança, e ácido fólico.

Do ponto de vista nutricional, é um excelente alimento.

Grão-de-bico
Depois de sabermos um pouco sobre a importância deste legume na alimentação, vamos passar à receita...

Ingredientes:
320ml de água morna
400g de farinha Pão Caseiro da Nacional
100g de farinha de grão-de-bico

Confecção:
Colocar todos os ingredientes na cuba da máquina de fazer pão, pela ordem indicada, e seleccione o programa Básico, cor média e peso 750g.

Bom apetite!

domingo, 27 de novembro de 2011

Pão de Salsa, Cebola e Alho

Neste fim de semana fiz um pãozinho delicioso, com a fusão dos sabores da salsa, cebola e alho. A combinação dos 3 sabores resultou num pão muito saboroso, que se comeu todo num piscar de olhos, sem haver predominância de um dos sabores.

Pão de Salsa, Cebola e Alho

A salsa é uma planta herbácea bienal, podendo-se também cultivar como anual, que forma uma roseta empenachada de folhas muito divididas, alcança 15 cm de altura e possui talos floríferos que podem chegar a exceder 60 cm com pequenas flores verdes amareladas.

O cultivo da salsa faz-se há mais de 300 anos, sendo uma das plantas aromáticas mais populares da gastronomia mundial, sendo originária da Europa. À salsa também se atribuem propriedades medicinais, como antioxidante e expectorante.
As folhas são ricas em vitaminas A, B1, B2, C e D, isto se consumidas cruas, já que o cozimento elimina parte dos seus componentes vitamínicos.

Salsa
As folhas frescas e tenras da salsa, simplesmente cortadas, são ideais para temperar pratos.
O sumo da salsa fresca é rico em vitaminas e sua celulose ajuda o movimento intestinal.
Cada 200g de salsa contem 6.000 unidades de vitamina B e 200mg de vitamina C.

[Fonte: Texto sobre a salsa adaptado da wikipedia]

Vamos então à receita...

Ingredientes:
(Com farinha preparada)
300ml de água morna
1 colher de sopa de azeite
1 cebola pequena
2 colheres de sopa de salsa picada
1 colher de sopa de alho picado
500g de farinha Pão Caseiro Nacional (já tem sal e fermento)

(Modo tradicional)
300ml de água morna
1 colher de sopa de azeite
1 cebola pequena
2 colheres de sopa de salsa picada
1 colher de sopa de alho picado
500g de farinha de trigo
1/2 colher de chá de sal
12g de fermento de padeiro

Confecção:
Pique a cebola finamente e leve a alourar em lume brando, com um fio de azeite.
Deite na cuba da máquina de fazer pão a água, o azeite, a cebola, a salsa e o alho picado.
Junte a farinha e coloque a cuba na máquina de fazer pão.
Seleccionar o programa básico, cor média e peso 750g.
Quando o programa terminar, retire o pão e deixe arrefecer sobre uma rede.

Dica: como "medir" as colheres de salsa?
Pegar num ramo de salsa fresca, lavar e cortar os pés de salsa que não têm folhagem.
Sobre uma tábua de cozinha, picar a salsa com uma faca e daí retirar as 2 colheres de sopa de salsa picada, necessárias para a receita.
A salsa que sobrar pode ser colocada dentro de um saco de plástico, espalmada, e levada a congelar, direitinha. Da próxima vez que precisar de salsa, poderá utilizar esta salsa congelada directamente sobre a comida.

Bom apetite!

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Livro "Pizas, Pães e Companhia"

Comprei um novo livro, para juntar à "colecção" de livros de culinária sobre pão, que tenho em casa.

Foi num dia em que andava às compras no Jumbo, quando reparei neste livro - passei na secção dos livros para ver o que havia de novidades - "Pizas, Pães e Companhia", da editora Impala.

Pizas Pães e Companhia, Livro Pizas Pães e Companhia, Pizas Pães e Companhia Impala, Livro Pizas Pães e Companhia Impala
Livro "Pizas, Pães e Companhia"

As pizzas que faço costumam variar sempre à volta dos mesmos ingredientes, mas com este livro, fiquei com imensas sugestões sobre como posso variar. Gostei do livro.

Podem ver algumas folhas deste livro "Pizas, Pães e Companhia" no catálogo online da Impala, assim como espreitar outros livros de culinária da mesma colecção. Também estou de olho no livro "Finger food e Companhia", mas esse fica para outra ocasião.

O livro tem 152 páginas, com capa dura e tem as dimensões 19 x 24 cm.
Preço: 14,90€.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Pão de Centeio

Estive novamente no Festival dos Míscaros, edição de 2011, que decorre anualmente no Alcaide, aldeia do concelho do Fundão. Desta vez, a grande estrela convidada foi o chef Nuno Queiroz Ribeiro, chef residente do programa Peso Pesado 2.
Comprámos queijo de ovelha amanteigado curado da região e requeijão. Os sabores são soberbos!

E assim escolhi fazer um Pão de Centeio, cujo sabor é excelente para acompanhar com o queijo comprado, com o qual se podem barrar as fatias de pão.

Pão de Centeio
Pão de Centeio

Hoje deixo-vos com uma quadra do cancioneiro tradicional português, referente à malha do centeio, sobre o qual já tinha falado na receita de Pão de Cevada, Centeio e Chicória:

Centeio

I
Ó Rosinha, ó Rosinha do meio
Vem comigo malhar o centeio.

Refrão
O centeio, o centeio, a cevada
Ó Rosinha minha namorada.

II
Ó Rosinha toma a teu cuidado
O centeio quer ser bem malhado.

III
Ó Rosinha varre bem a eira
Que o centeio não quer poeira.

Depois de um momento musical, vamos então à receita!

Ingredientes:
(Com farinha preparada)
320ml de água morna
100g de farinha de centeio
400g de farinha Pão Caseiro Nacional (já tem fermento e sal)

(Modo tradicional)
320ml de água morna
100g de farinha de centeio
400g de farinha de trigo
12g de fermento
1/2 colher de chá de sal

Confecção:
Coloque todos os ingredientes na cuba da máquina de fazer pão.
Seleccione o programa Pão Integral (se a sua MFP não tiver este programa, utilize o programa Pão Básico), peso 750g e cor média.
Quando o programa terminar, desenforme e deixe arrefecer sobre uma rede.

Sugestão de apresentação:


Fatia barrada com queijo de ovelha amanteigado
Bom apetite!

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Calzone de Ovo e Chouriço

Continuando com o tema da receita passada (receitas italianas), com a Calzone 4 Queijos, esta semana foi a vez de fazer uma Calzone de Ovo e Chouriço.


O Ovo é um ingrediente que fica muito bem numa Pizza ou Calzone, quer seja colocado cru (cozendo ao mesmo tempo que a pizza) ou colocado cozido cortado às fatias.
Pessoalmente, prefiro a 2ª opção.

Vamos ficar a saber mais um pouco sobre o papel do Ovo na gastronomia...

O ovo é um alimento indispensável em qualquer cozinha, sendo um ingrediente muito versátil, presente tanto em pratos salgados como nos doces.
Protegidas por uma casca porosa e de aspecto frágil, encontram-se a clara e a gema. A primeira, mais fluída, esbranquiçada e transparente rodeia a segunda, de cor amarelada e de aspecto globular. Quanto mais fresco é o ovo, mais saliente é a gema e mais consistente é a clara.
A gema é rica em gordura e em colesterol e contém algumas proteínas. Possui propriedades emulsionantes e anti-cristalizantes que fazem dela um bom ingrediente para ligar molhos e cremes, além de lhes proporcionar uma cor mais agradável.
A clara é muito rica em proteínas (albumina) de muito boa qualidade e vitamina B2. Graças á sua capacidade de incorporar ar quando batida e de aumentar de volume, torna maiores e mais fofos os purés, bolos e pudins.

(texto adaptado do site Vaqueiro)

Assim deixo aqui a sugestão desta semana...

Ingredientes:
(Com farinha preparada)
1 ovo batido
5 colheres de sopa de azeite
Leite
500g de farinha Pão Caseiro Nacional (já tem sal e fermento para pão)
Polpa de tomate
Mistura de 3 queijos ralados
Ovo cozido, fatiado
Chouriço às rodelas

(Modo tradicional)
1 ovo batido
5 colheres de sopa de azeite
Leite
500g de farinha de trigo
1/2 de chá de sal
12g de fermento para pão
Polpa de tomate
Mistura de 3 queijos ralados
Ovo cozido, fatiado
Chouriço às rodelas

Confecção:
Coloque num copo medidor o ovo batido, o azeite e complete com leite morno até chegar aos 320ml.
Deite estes líquidos para a cuba da máquina de fazer pão e junte a farinha (que já tem sal e fermento para pão).
Seleccione o programa Massa e deixe a máquina completar o programa.

Findo o tempo, retire a massa para uma bancada salpicada de farinha e divida a massa em 3 partes.
Trabalhe cada uma das partes separadamente.
Estique a massa com a ajuda de um rolo de cozinha, dando uma forma arredondada, com o formato de uma pizza.
Coloque a massa esticada em cima de um tabuleiro que possa ir ao forno, e espalhe polpa de tomate em cima de metade da massa, seguida da mistura de 3 queijos. Por fim coloque as fatias de chouriço e o ovo cortado às rodelas.

Dobre a restante massa sobre o recheio e una as pontas com os dedos. Se correu tudo bem, a massa há-de ter o formato de meia lua.
De seguida pique a massa com o garfo, para que não crie bolhas de ar no seu interior durante o cozimento.

Leve ao forno, pré-aquecido a 200ºC, durante cerca de 15m.



Bom apetite!

domingo, 13 de novembro de 2011

Calzone Quatro Queijos

Esta semana tenho para vos mostrar uma série de iguarias italianas, que se podem fazer com a ajuda da máquina de fazer pão: pizzas e calzones.

A sugestão de hoje é a Calzone Quatro Queijos.

calzone 4 queijos, calzone quatro queijos

A Calzone é uma receita típica de Itália, da região da Apúlia, na zona do Salento. A variante original é preparada com a mesma massa da pizza normal, sendo também chamada panzerotto nas outras regiões italianas, para que se consiga distinguir dos outros tipos de calzone.

A pizza calzone nasceu nas tradições da cozinha dos mais pobres de Salento, quando com as sobras da massa do pão se formavam meias-luas, que se coziam com pequenos pedaços de queijo e tomate.
O típico calzone salentino é assim recheado com tomate e queijo mozarela, podendo ser cozido no forno ou frito em azeite. Para ser devidamente apreciado, deve ser consumido quente.

Existem ainda calzones pequenas, do tamanho de sanduíches, fáceis de comer em pé, como fast-food.

E foram estas calzones pequenas que fiz... com recheio de misturas de queijos.

Ingredientes:
(Com farinha preparada)
1 ovo batido
5 colheres de sopa de azeite
Leite
500g de farinha Pão Caseiro Nacional (já tem sal e fermento para pão)
Polpa de tomate
Mistura de 3 queijos ralados
Queijo de cabra, fatiado

(Modo tradicional)
1 ovo batido
5 colheres de sopa de azeite
Leite
500g de farinha de trigo
1/2 colher de chá de sal
12g de fermento para pão
Polpa de tomate
Mistura de 3 queijos ralados
Queijo de cabra, fatiado

Confecção:
Coloque num copo medidor o ovo batido, o azeite e complete com leite morno até chegar aos 320ml.
Deite estes líquidos para a cuba da máquina de fazer pão e junte a farinha (que já tem sal e fermento para pão).
Seleccione o programa Massa e deixe a máquina completar o programa.

Findo o tempo, retire a massa para uma bancada salpicada de farinha e divida a massa em 3 partes.
Trabalhe cada uma das partes separadamente.
Estique a massa com a ajuda de um rolo de cozinha, dando uma forma arredondada, com o formato de uma pizza.
Coloque a massa esticada em cima de um tabuleiro que possa ir ao forno, e espalhe polpa de tomate em cima de metade da massa, seguida da mistura de 3 queijos. Por fim coloque as fatias de queijo de cabra.

calzone 4 queijos, calzone quatro queijos

Dobre a restante massa sobre o recheio e una as pontas com os dedos. Se correu tudo bem, a massa há-de ter o formato de meia lua.
De seguida pique a massa com o garfo, para que não crie bolhas de ar no seu interior durante o cozimento.

calzone 4 queijos, calzone quatro queijos

Leve ao forno, pré-aquecido a 200ºC, durante cerca de 15m.

calzone 4 queijos, calzone quatro queijos

Bom apetite!

sábado, 29 de outubro de 2011

Broas de Mel e Nozes

O Dia de Todos os Santos está aí à porta e pode aproveitar para fazer broas com a ajuda da sua Máquina de Fazer Pão.
Como? É bastante simples... ora vejam:


Ingredientes:
125ml de azeite
175ml de água
2 colheres de sopa de mel
150 g de açúcar
1 colher de sopa de canela
1 colher de sopa de erva doce
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
25 g de nozes picadas
350 g de farinha para Bolos da Nacional (já tem fermento para bolos adicionado)
90 g de farinha de milho fina

Ingredientes para finalizar:
1 ovo batido
Nozes

Preparação:
Coloque todos os ingredientes na cuba da máquina de fazer pão.
Escolha o programa "Massa".
Com uma colher de pau, ajude a desagarrar os ingredientes que se juntarem às paredes da cuba.
Deixe amassar durante cerca de 10 minutos e depois desligue a máquina.
De seguida, faça as broínhas com as mãos, com o típico formato alongado, e coloque num tabuleiro forrado com papel vegetal.
Coloque em cada broa, um bocado de noz, e pincele as broas com ovo batido.
Leve a forno pré-aquecido a 180ºC durante 15m.

Bom apetite!

Pão de Soja

Esta semana a receita de pão recaiu sobre uma escolha muito saudável: pão de soja.
Em termos de sabor, não se nota a presença da soja, mas só de saber que podemos beneficiar daquilo que a soja tem de melhor, vale a pena.

pao de soja


A soja é um grão rico em proteínas, contém quantidades significativas da maioria dos aminoácidos essenciais que devem ser fornecidos ao corpo humano através de fontes externas, por causa de sua incapacidade para sintetizá-los.
Pertence à família Fabaceae (leguminosa), assim como o feijão, lentilha e ervilha e é originária da China e do Japão.

soja
Grãos de soja

Ingredientes:
(Com farinha preparada)
320ml de água morna
100g de farinha de soja
400g de farinha Pão Caseiro Nacional (já tem sal e fermento de pão adicionados)

(Modo tradicional)
320ml de água morna
100g de farinha de soja
400g de farinha de trigo
1/2 colher de chá de sal
12g de fermento de padeiro

Confecção:
Colocar os ingredientes na cuba, pela ordem indicada.
Seleccionar o programa Pão Básico, cor média e peso 750g.

Bom apetite!

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Mini Pizza Marguerita

Sabia que pode fazer mini pizzas rápidas com restos de fatias de pão que já estejam mais durinhas?

Pois, foi o que eu fiz! Tinha feito um Pão Básico, feito com aquelas farinhas preparadas que já têm fermento e sal adicionados (usei da Nacional), que já só se podia comer como torrada. Então peguei nalgumas fatias e com elas fiz uma refeição de Mini Pizza Marguerita (há quem diga Pizza Margarita ou Pizza Margherita, é tudo a mesma coisa)!

mini pizza marguerita, pizza margarita

Margherita é um tipo de pizza tradicional de Nápoles, Itália, criada no ano de 1889 pelo pizzaiolo Rafaelle Esposito, para homenagear a rainha Margherita di Savoia, durante sua visita à cidade de Nápoles. Os ingredientes usados foram escolhidos de forma que as cores fizessem referência a bandeira da Itália: branco (mozzarela), verde (manjericão) e vermelho (tomate).

bandeira itália, bandeira italiana


E assim peguei nos ingredientes e meti as mãos à obra para fazer esta simples iguaria.

Ingredientes:
Fatias de Pão (usei o Pão Caseiro da Nacional)
Polpa de tomate q.b.
Queijo Mozzarela ralado q.b.
Orégãos
Pimentão picante
Pimento
Louro
Paprika
Alho
Manjericão e Tomilho

Confecção:
Coloque as fatias de pão em cima de um tabuleiro que possa ir ao forno, forrado com papel vegetal.
Barre cada uma das fatias de pão com polpa de tomate, coloque um pouco de mozzarela ralada em cima, e coloque de seguida a mistura de especiarias.
De seguida leve ao forno durante 10 a 15m (até o queijo derreter e ganhar alguma cor) a 200ºC.

Bom apetite!

Nota:
Pode utilizar um pouco daquelas misturas de especiarias que já existem à venda, por ex. uma chamada Mistura para Pizza (da Margão), que já tem Orégãos, Pimentão picante, Pimento, Louro, Paprika, Alho, Manjericão e Tomilho.

domingo, 9 de outubro de 2011

Pão de Gérmen de Trigo

A receita desta semana é dedicada ao gérmen de trigo (já tenho lido que há quem escreva germe de trigo, mas olhem que germe é outra coisa, é um micróbio, por isso nada de confundir, ok?).

pão de gérmen de trigo

O grão do trigo é constituído por três partes principais:
  • endosperma - usado para fabricar farinha de trigo branca/refinada
  • casca - o que dá a cor escura à farinha de trigo integral
  • gérmen - embrião do grão de trigo, posto de parte no fabrico da farinha, por razões de conservação.

O gérmen de trigo é assim a pequena parte do grão de trigo que permite à semente brotar, sendo muito rica nutritivamente: é uma excelente fonte de minerais, de numerosas enzimas, auxonas e várias vitaminas (em particular E e do grupo B), nomeadamente: tiamina (vitamina B1 ou F), riboflavina (vitamina B2 ou G), niacina (vitamina B3 ou PP), ácido pantoténico (vitamina B5), adermina ou piridoxina(vitamina B6), biotina (vitamina B8 ou H), ácido fólico (vitamina B9 ou M), filoquinona (vitamina K), provitaminas A e D, tocoferol (vitamina E), magnésio, fósforo, potássio, cálcio, manganésio, selénio, cobalto, cobre, ferro e zinco. Contém também proteínas, fibra (que promove a saúde intestinal, coronária e pode prevenir o peso excessivo) e esteróis vegetais.
É uma boa fonte de ácidos gordos não saturados como ómega 3, gordura saudável que pode ajudar a baixar os níveis de colesterol nefasto LDL (lipoproteína de baixa densidade).

O gérmen de trigo é benéfico ainda na diabetes, uma vez que a vitamina E reduz os níveis açúcar no sangue e a vitamina B1 tem efeitos semelhantes aos da insulina, normalizando assim o metabolismo dos diabéticos.
As auxonas identificadas no gérmen são responsáveis pelo crescimento, multiplicação e regeneração dos tecidos e células que acontece principalmente durante o sono, pelo que o consumo do gérmen é também indicado em casos de doenças nervosas como insónias, esclerose múltipla e esgotamentos.
Já o ácido pantoténico é indicado para as enfermidades da pele, como secura, caspa, acne ou eczema, razão pela qual o óleo de gérmen de trigo é muitas vezes utilizado na cosmética comercial e caseira, por exemplo, usado simples para máscaras faciais de prevenção de rugas e hidratação.

Fonte: Texto baseado em informações do Centro Vegetariano

Por isso, que tal fazer um pão branco enriquecido com Gérmen de Trigo? No resultado nem vai notar que o gérmen de trigo está presente. Experimente.

Ingredientes:
(Com farinha preparada)
310ml de água morna
2 colheres de sopa de margarina
50g de gérmen de trigo
500g de farinha de trigo Nacional Pão Caseiro (já tem sal e fermento)

(Modo Tradicional)
310ml de água morna
2 colheres de sopa de margarina
50g de gérmen de trigo
500g de farinha de trigo
1/2 colher de chá de sal
12g de fermento de padeiro

Confecção:
Coloque os ingredientes acima indicados na cuba da máquina de fazer pão, pela ordem indicada.
Seleccione o programa Pão Básico, cor média, peso 750g.

Bom apetite!

domingo, 25 de setembro de 2011

Pão Doce

Neste fim de semana, que ainda tem sabor a Verão com as belas temperaturas que ainda se fazem sentir, fiz um Pão Doce bem gostoso.



Ingredientes:
(Com farinha preparada)
300ml de leite morno
40g de margarina
100g de açúcar
2 colheres de sopa de farinha Custard
500g de farinha Pão Caseiro da Nacional (já tem sal e fermento de padeiro)

(Modo tradicional)
300ml de leite morno
40g de margarina
100g de açúcar
2 colheres de sopa de farinha Custard
500g de farinha de trigo
1/2 colher de chá de sal
12g de fermento de padeiro


Confecção:
Coloque todos os ingredientes na cuba da máquina de fazer pão, pela ordem indicada, seleccione o programa "Pão Doce" (ou Pão Básico se não tiver este programa), cor média, peso 750g.

Bom apetite!

Nota: se usar farinha normal, que não seja preparada para a máquina de pão, não se esqueça de juntar um pouco de sal e 12g de fermento de padeiro.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Pão de Maçã

A receita desta semana foi dedicada um dos dos frutos mais comuns que temos a nível mundial, a maçã, e por isso fiz um Pão de Maçã, aliado ao bom paladar das especiarias.



A maçã, é o fruto da macieira, árvore originária da Ásia Central, onde o seu ancestral selvagem ainda pode ser encontrado. Foi uma importante fonte alimentícia em todos os climas frios e, provavelmente, a macieira é a árvore cultivada há mais tempo. É a espécie de fruta, à excepção dos citrinos, que pode ser conservada durante mais tempo, conservando boa parte do seu valor nutritivo. As maçãs de inverno, colhidas no final do Outono e guardadas em câmaras ou armazéns acima do ponto de congelamento, têm sido um alimento destacado durante milénios na Ásia, Europa e nos Estados Unidos da América (desde 1800).

Tal como diz a frase "an apple a day keeps the doctor away" (uma maçã por dia mantém o médico afastado), a maçã é um fruto muito saudável e com inúmeros benefícios para o organismo.

O consumo regular de maçã é excelente para se prevenir e manter a taxa de colesterol em níveis aceitáveis, com a ingestão recomendada de uma unidade por dia. Esse efeito é devido ao alto teor de pectina, encontrada na casca.
Tem um elevado teor de potássio, sendo um benefício para o coração. Ajuda nas contracções musculares e transmissão dos impulsos nervosos. Pesquisas referem que o acréscimo de potássio à alimentação das pessoas com pressão arterial alta, causa diminuição na pressão arterial e protege contra derrames cerebrais.
É um excelente alimento, conhecido pelas suas propriedades antioxidantes, que favorece especialmente a assimilação do cálcio.

Informação Nutricional:
A maçã contém ainda as seguintes vitaminas: A, B1, B2, PP, E, C, para além de sais minerais, como fósforo, ferro, potássio e magnésio; tem 85% de água e 12% de açúcar.

Para melhor aproveitamento das suas vitaminas, o ideal é consumi-la ao natural com casca, pois é junto dela que estão a maior parte das suas vitaminas e os sais minerais.

Cada 100 g de maçã crua contém 63 calorias.
Fonte: baseado em informações retiradas da wikipedia.



E agora a receita!

Ingredientes:
(Modo Alternativo, com farinha preparada)
300ml de água
1 colher de sopa de mel
1 maçã cortada aos cubinhos
1 colher de chá de canela
1 colher de chá de erva-doce
500g de farinha Pão Rústico da Nacional (já tem sal e fermento de padeiro adicionado)

(Modo tradicional)
300ml de água
1 colher de sopa de mel
1 maçã cortada aos cubinhos
1 colher de chá de canela
1 colher de chá de erva-doce
500g de farinha de trigo
1/2 colher de chá de sal
12g de fermento de padeiro


Confecção:
Coloque os ingredientes indicados por ordem na cuba da máquina de fazer pão.
Seleccionar o programa Pão Básico, peso 750g e cor média.

Nota:
Se utilizar uma farinha que não seja preparada especialmente para a máquina de fazer pão, não se esqueça de adicionar um pouco de sal e 12g de fermento de padeiro.

Bom apetite!

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Croûtons de Caju

Croûton (do francês croûte, "crosta") é um pequeno cubo de pão, frito ou assado, com azeite ou manteiga (ou ambos), tipicamente utilizado para acompanhar sopas ou saladas.

Os croûtons industrializados, de compra, não têm nada a ver de sabor com os que são confeccionados em casa, por isso aqui lhes deixo a minha sugestão de confeccionar croûtons, quando tiverem sobras de pão em casa.

Neste caso, usei restos de fatias de pão do Pão de Caju e fiz estes croûtons caseiros, ficando com o sabor a caju.
Ficou delicioso e até dá para ir comendo como aperitivo, porque o sabor do pão torrado misturado com o sabor do caju torrado é algo de espantoso.



Ingredientes:
Fatias de pão de caju com alguns dias
Manteiga derretida q.b.

Confecção:
Derreta a manteiga no microondas.
Coloque as fatias de pão sobre uma folha de papel vegetal.
Pincele as fatias de pão de ambos os lados, com a manteiga derretida.
Corte as fatias em cubos, com mais ou menos 1,5cm.
Coloque a folha de papel vegetal num tabuleiro que possa ir ao forno, e em cima desta coloque os quadradinhos de pão.
Seleccione a temperatura 180ºC e deixe dourar durante cerca de 15m (ou até que se apresentem dourados).

Bom apetite!

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Pão de Caju

A receita feita nesta semana foi o Pão de Caju.
Tal como se utilizam outros frutos secos para fazer pão, também o caju pode ser utilizado com o mesmo propósito. O pão fica mesmo com o sabor a caju, o que é excelente para quem aprecia este fruto seco.


Sabendo um pouco mais sobre o caju...
Fruto nativo do Brasil, o caju foi levado pelos portugueses do Brasil para a Ásia e a África.
A mais antiga descrição escrita do fruto é de André Thevet, em 1558, comparado este a um ovo de pata. Posteriormente, Maurício de Nassau protegeu os cajueiros por decreto, e fez o seu doce, em compotas, chegar às melhores mesas da Europa.

Fruto e Pseudofruto do Caju

O caju é muitas vezes tido como o fruto do cajueiro (Anacardium occidentale) quando, na verdade, é um pseudofruto.
Os cajus são, na realidade, sementes que aderem ao fundo da castanha-de-caju, o fruto do cajueiro, árvore nativa das áreas costeiras do noroeste brasileiro. A semente que conhecemos como a "noz" ou castanha de caju (em forma de rim) tem um sabor delicado e uma textura firme.
É rico em cobre (38% DDR), magnésio (22.3% DDR), triptofanos (21.9% DDR) e fósforo (16.8% DDR).

Benefícios para a Saúde:
Combate...
- Nervosismo
- Irritabilidade
- Depressão e Cansaço
- Espasmos nos Órgãos Ocos (Cólon, Útero ou Artérias Coronárias)

Fonte: Texto adaptado de Alimentação Saudável e Wikipedia.

Passemos então à receita.

Ingredientes:
(Modo Alternativo, com farinha preparada)
150 g de caju
330 ml de água morna
450 g de farinha Pão Rústico da Nacional (já tem fermento e sal na dose certa)

(Modo Tradicional)
150 g de caju
330 ml de água morna
450 g de farinha de trigo
1/2 colher de chá de sal
12g de fermento de padeiro


Confecção:
Se o caju que comprou tiver sal, passe os cajus por água para retirar o sal, senão o pão ficará salgado.
De seguida, triture o caju na picadora.
Coloque a água, farinha (se usar farinha que não seja preparada, adicione também um pouco de sal e 12g de fermento de padeiro) e o caju picado na cuba da máquina de fazer pão.
Escolher o programa básico, peso 750g e cor média.

Bom apetite!

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Encomenda e-mercearia recebida!

Recebi no sábado a encomenda que fiz na e-mercearia (sim, pelos vistos o serviço de entregas também funciona ao sábado e ainda bem), tal como tinha dito neste post sobre o vale de compras que recebi da Lusitana.

Recebi ainda um saquinho muito giro e resistente para poder levar às compras.

Vejam só o que comprei com o vale de compras, fazendo no total 14,99€:


- Preparado para massa de Crepes Branca de Neve
- Preparado para massa de Scones Branca de Neve
- Preparado de Bolo de Café Moka Branca de Neve
- Preparado de Bolo de Canela Branca de Neve
- Farinha Preparada Pão Saúde Branca de Neve
- Farinha Preparada Pão Integral Branca de Neve
- Farinha Preparada Pão de Mistura Branca de Neve
... e ainda ...
- Frasco de Ervas Aromáticas Pimentão e Louro Espiga

Obrigada Lusitana!
Adorei o serviço: rápido e eficiente!

sábado, 27 de agosto de 2011

Pão com Passas e Rum

Ao limpar o pó à garrafeira do meu móvel-bar, olhei para as garrafas de rum e pensei "Humm... este rum ia bem com umas passas no meio de um pão!" e assim meti mãos à obra.

Basicamente peguei na última receita, pão vienense e acrescentei algumas coisas: ovo, passas de uva, rum e modifiquei o tipo de açúcar utilizado: em vez de refinado, desta vez usei açúcar mascavado.

O rum que tenho cá em casa não é comercializado em Portugal (se for digam-me onde, porque nunca o vi à venda em território português). É da marca Brugal (das Caraíbas) e adquiro-o quando viajo para países da América Latina ou peço para mo trazerem de Espanha. O rum caribenho é diferente do rum cubano (por ex. Havana Club, Bacardi), pelo menos eu noto bem a diferença: não é tão amargo como o cubano, logo fica muito melhor nos cocktails.

O rum é uma bebida de teor alcoólico proveniente da fermentação do melaço (da cana de açúcar) e sua posterior fermentação, de aroma suave, tendo sido famoso entre os piratas do século XIX, encorajando-os para os combates e era ainda usado como moeda de troca de escravos. Nos dias de hoje, é o principal ingrediente de famosos cocktails, como o daiquiri, piña colada, mojito, etc.

Vamos então à receita...

Ingredientes:
(Modo alternativo com farinha preparada)
Leite
1 ovo
100g de margarina
2 colheres de sopa de açúcar mascavado
75g de passas de uva
2 colheres de sopa rum
500g de farinha Pão Caseiro da Nacional (já tem o sal e fermento de padeiro adicionado)

(Modo tradicional na MFP)
Leite
1 ovo
100g de margarina
2 colheres de sopa de açúcar mascavado
75g de passas de uva
2 colheres de sopa rum
500g de farinha
½ colher de chá de sal
12g de fermento de padeiro

Confecção:
Colocar as passas de uva numa tigela e regar com o rum.
Deixar macerar durante 1h (ou mais - quanto mais tempo macerar, melhor).
Deitar o ovo batido para dentro de um copo medidor e encher com leite morno até chegar aos 300ml. Despeje esta mistura para dentro da cuba.
Adicione a margarina, o açúcar e o rum (que esteve a macerar as passas de uva).
Por fim, adicione a farinha (se não usar farinha preparada não se esqueça de adicionar um pouco de sal e de fermento de padeiro).
Seleccione o programa Pão Básico, peso 750g e cor média.
Quando a máquina apitar para pedir ingredientes extra, junte as passas de uva.
Deixar prosseguir o programa.
Quando o programa terminar, retire o pão e deixe arrefecer sobre uma rede, para que não fique com humidade.

Bom apetite!

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Vale de Compras na E-Mercearia


Recebi um vale de compras no valor de 15€ da Lusitana para gastar na nova loja online e-mercearia, a meu gosto.

Já fiz a minha encomenda, sobretudo com farinhas que irei depois experimentar na MFP. Depois mostro-vos quando receber a encomenda desta nova loja online.

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Açúcar Gelificante

Para quem não sabe, existe à venda novamente no ALDI o açúcar gelificante para se poderem fazer compotas e doces na MFP, como por exemplo esta compota de maçã que uma vez fiz. Este açúcar já tem pectina incorporada pelo que se torna muito simples conseguir alguma consistência com as compotas e doces de fruta.
Depois de terem dito num comentário em Dezembro de 2010 que o açúcar gelificante já não era vendido no ALDI, na semana passada encontrei-o lá à venda (vou poucas vezes ao ALDI, porque me fica fora de mão) e aproveitei para comprar mais um pacote.


Como fazer doces ou compotas na MFP com açúcar gelificante? É fácil.
Bastam 500g deste açúcar para 1Kg de fruta e usa-se o programa "compotas" apenas uma vez, ao contrário das 2x que é necessário fazer quando se usa açúcar normal.

Aproveito este post para divulgar a minha lojinha virtual de artesanato: Amo Bijuteria. De momento só lá tenho bijuteria que ando a criar aos poucos, mas futuramente terá outros projectos artesanais feitos por mim.
Espero que gostem, beijos a tod@s!


domingo, 21 de agosto de 2011

Pão Vienense

Neste fim de semana fiz um pão vienense, que é um pão muito fofo e muito gostoso, adocicado. Comemos este pão quentinho, com manteiga a derreter, e já desapareceu mais de metade do mesmo. Schiiiuuuu!


Ingredientes:
(Modo Alternativo, com farinha preparada)
300ml de leite morno
100g de manteiga
50g de açúcar
500g de farinha Pão Caseiro da Nacional (já tem fermento e sal)

(Modo Tradicional)
300ml de leite morno
100g de manteiga
50g de açúcar
500g de farinha
1/2 colher de chá de sal
12g de fermento de padeiro


Confecção:
Colocar todos os ingredientes na cuba da máquina de fazer pão, pela ordem indicada.
Seleccionar o programa Pão Doce (ou Pão Básico se não tiver este programa), peso 750g e cor média.
Quando o pão estiver pronto, retire-o e coloque-o sobre uma grelha para arrefecer, para que não fique com humidade no seu interior.


Bom apetite!

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Pãezinhos de salmão

A outra receita de que vos falei neste post e que não revelei qual era, é esta: Pãezinhos de Salmão.


Fiz estes pãezinhos para aproveitar restos de salmão e digo-vos que é uma excelente forma de transformar restos de comida em pãezinhos individuais que se podem comer como aperitivo, ou levar para o trabalho para comer ao lanche.

Ingredientes:
(Modo Alternativo, com farinha preparada)
Massa de pão (usei a farinha preparada Pão Caseiro da Nacional  + 320ml de água)
Restos de salmão
Queijo Mozzarela  ralado q.b.
Cebolinho
Óleo para untar (usei óleo em spray Espiga)

(Modo Tradicional)
Massa de pão (usei 500g farinha + 1/2 colher de chá de sal + 12g de fermento de padeiro + 320ml de água)
Restos de salmão
Queijo Mozzarela  ralado q.b.
Cebolinho
Óleo para untar (usei óleo em spray)

Confecção:
Primeiro faz-se a massa de pão. Com farinha preparada junte somente 320ml de água na cuba da máquina de fazer pão a farinha (se não usar farinha preparada, junte o sal e o fermento à água) e seleccionar o programa Massa. Se usar uma farinha normal, não se esqueça de adicionar um pouco de sal e 12g de fermento de padeiro.

Entretanto misture numa tigela o resto do salmão (picado na picadora) com o queijo Mozzarela e o cebolinho picado. Reserve.


Quando o ciclo terminar, coloque a massa em cima da bancada de cozinha, que foi previamente salpicada de farinha para a massa não pegar. Dividir a massa em montes pequenos e esticar com a ajuda de um rolo de cozinha.

Untar formas pequenas individuais, colocar a massa esticada em cima de cada forma e de seguida juntar uma colher de sopa de mistura de salmão. Unir a massa em cima com os dedos.


Deixar repousar durante 1h em local abrigado de correntes de ar (por exemplo dentro do forno desligado).
Colocar um pouco de Mozzarela ralada por cima de cada pãozinho.

Ligar o forno a 180ºC e colocar as formas dentro do forno para cozer a massa do pão.
Quando estiverem com uma cor douradinha (cerca de 10 a 15m depois), retirar do forno.



Bom apetite!

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Pão de Trigo e Milho

Já não escrevia aqui há alguns dias (ai as férias!) e por isso para vos compensar da minha ausência, esta semana vou presenteá-los com duas receitas!

Uma delas foi um pão de trigo, com um toque de milho... e a outra receita, depois publico mais tarde :)



Ingredientes:
320ml de água morna
450g de farinha Pão Caseiro da Nacional
50g de farinha de milho

Confecção:
Coloque todos os ingredientes na cuba da máquina de fazer pão e escolha o programa Básico, cor média e peso 750g. Findo o tempo, o pão está pronto a comer, depois de arrefecer sobre uma rede.

Se preferir fazer a massa na máquina, cozendo depois no forno, faça da seguinte forma: 
Coloque todos os ingredientes na cuba da máquina de fazer pão e escolha o programa Massa.
Findo este programa, coloque a massa na bancada de cozinha, enfarinhada com farinha de milho e de trigo.
Divida a massa em duas porções, para fazer dois pães.
Divida cada uma das porções ao meio e estique a massa para depois enrolar uma na outra. Repita o mesmo processo para a outra porção.
Colocar num tabuleiro salpicado de farinha, para a massa não colar, e deixar fermentar num local abrigado de correntes de ar (por ex. dentro do forno desligado) durante 1h.
Findo este tempo, coloque a temperatura do forno a 180ºC e deixe o pão cozer durante cerca de 30 a 40m (até ter cor por cima e o pão soar a oco quando bater com dois dedos no fundo do pão). Se necessário, proteja o pão com uma folha de alumínio, para que possa cozer sem queimar por cima (caso tenha ganho cor muito depressa).

Bom apetite!

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Pão de Arroz

Sabia que pode aproveitar os restos de arroz branco que tenha sobrado de uma refeição para fazer um Pão de Arroz?


Foi isso mesmo que eu fiz!
Fui controlando as quantidades de farinha adicionada até a massa estar no ponto certo, pesando sempre para depois vir aqui dizer as quantidades utilizadas.
O resultado final foi um pão que mais parecia ter um sabor igual ao de um bolo de arroz, mas menos doce. Se quiser aproximar mais o sabor deste pão com o do bolo de arroz, junte mais açúcar que aquele que aqui indico.

Ingredientes:
(Modo Alternativo, com farinha preparada)
240g arroz cozido
480ml leite
150ml de óleo de girassol
700g farinha Pão Caseiro da Nacional
90g açúcar branco

(Modo Tradicional)
240g arroz cozido
480ml leite
150ml de óleo de girassol
700g farinha de trigo
90g açúcar branco
1/2 colher de chá de sal
12g de fermento de padeiro

Confecção:
Junte os ingredientes acima indicados na cuba da máquina de fazer pão e seleccione o programa Pão Rápido (o meu dura 2h). Se não tiver este programa, seleccione o programa Pão Básico.
Seleccione o peso 1Kg e cor média.

Pão de Arroz

Nota:
Se não quiser usar uma farinha preparada, que já contém sal e fermento para pão, não se esqueça de adicionar à farinha de trigo um pouco de sal e 12g de fermento de padeiro.

Bom apetite!

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Tapas: Montadito de queijo fresco

Estive uma semana na praia, de férias no Algarve, e até estive presente na inauguração do Manta Beach Summer Spot 2011, na praia da Manta Rota.

Antes de ir de viagem de férias e para não deixar estragar o pão Vitale da Nacional que tinha feito, fatiei-o, coloquei as fatias num saco de plástico e depois meti-o no congelador.
Quando regressei, tirei as fatias que queria comer, coloquei em cima de um prato e deixei descongelar (o pão fatiado congelado descongela num instante).

Desta forma aproveitei e fiz umas Tapas com Queijo Fresco.

Para quem não conhece, Tapas é o nome dado aos petiscos, em Espanha, podendo ser servidos frios, quentes, servidos entre refeições, como entradas ou mesmo como refeições, sendo rápidas e fáceis de preparar. As tapas podem ser simplesmente um pratinho com azeitonas ou calamares ou fatias de presunto ou até mesmo fatias de pão com algo por cima (estas fatias de pão com algo "montado" sobre o pão, são os Montaditos).

A lenda diz que a tradição de comer Tapas começou quando o Rei Afonso X de Leão e Castela, recuperou de uma doença bebendo vinho e comendo pequenos petiscos entre refeições. Ao curar-se, o rei declarou que as tabernas (bares) não poderiam servir vinho, caso não fossem acompanhados de pequenos petiscos.

Dizem os sevilhanos que as Tapas têm esse nome, porque antigamente, os copos de vinho servidos em bares eram tapados com uma fatia de pão, que quase sempre levava presunto. Daí o nome "tapas", que deriva do verbo "tapar".

Passemos então à receita, de como fazer os Montaditos de Queijo Fresco, que são uma excelente opção para uma pequena refeição de Verão.

Montadito de Queijo Fresco

Ingredientes:
Fatias de pão (usei Pão Vitale da Nacional, ver a receita aqui)
Folhas de alface
Queijo fresco
Sal fino
Pimenta branca
Fiambre
Cebolinho

Confecção:
Sobre cada fatia de pão disponha uma folha de alface (previamente lavada e secada com papel de cozinha), seguida de queijo fresco cortado às rodelas.
Sobre o queijo fresco coloque uma pitada de sal fino e uma pitada de pimenta branca.
Coloque um pouco de fiambre por cima e polvilhe com um pouco de cebolinho cortado.

Bom apetite!
Blog Widget by LinkWithin
Pin It button on image hover