terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Tragédia na Madeira: todos pela Madeira

Um dia o sol brilhou, como brilha todos os dias...




FunchalImage via Wikipedia

Mas a tempestade chega sem se esperar...

A população da ilha da Madeira, ilha portuguesa situada no Oceano Atlântico, sofreu uma intempérie neste passado sábado: um dilúvio que arrastou tudo e todos, nada escapou à fúria das águas: lama, troncos, carros, pedras enormes rolaram com a água... casas caíram, pontes caíram, estradas desapareceram, carros ficaram destruídos como se fossem de papel, ribeiras galgaram com violência as suas margens e inundaram a cidade do Funchal e muitas outras populações desta ilha.
Onde outrora se vivia em paz e serenidade nesta pequena pérola do Atlântico, agora vive-se um caos, fustigado pelas forças da Natureza...
Um pesadelo pelo qual ninguém deve passar.


Como consequência disto, pessoas morreram, pessoas continuam desaparecidas e pessoas ficaram feridas e sem nada, sem os seus familiares, sem as suas casas...



Todo o país está solidário com a população madeirense, criaram-se linhas de apoio para angariar donativos que revertem a favor da ajuda destas pessoas.



Como ajudar!!?

Através do site AidMadeira
Conta Banif Solidariedade Com as Vítimas da Madeira - NIB 0038 0040 5007 0070 771 11
Cáritas Portuguesa - Hoje será anunciado o número de conta para depósito de donativos. Informações: 218 454 220, www.caritas.pt/ ou caritas@caritas.pt
União das Misericórdias Portuguesas - Lança hoje um fundo de apoio às vítimas. Informações: 218 110 540, www.ump.pt/ump/ ou secretaria.geral@ump.pt

Em Portugal, ligue 760 100 999! O preço da chamada são 0,60€+ IVA e cada uma contribui com 0,50€, sendo os 10 cêntimos restantes para despesas da operadora. Este é o número que tem estado a ser divulgado na Rádio Comercial.

Se preferir pode contribuir com bens essenciais como alimentação ou roupa, através dos CTT (que não cobram o envio se usar a caixa de envio que eles disponibilizam). Ver mais informações aqui, no site dos CTT:

23 de Fevereiro de 2010, 16:51
A partir de hoje o envio de bens essencias para ajudar o povo da Madeira é gratuito. A caixa solidária está disponível em todas as 900 estações de correios do país.

Quem quiser enviar bens para a Madeira só tem de pedir uma destas caixas num dos balcões dos CTT e escrever a palavra «MADEIRA» no espaço do destinatário. A encomenda está livre de qualquer imposto de selo.

A população madeirense necessita de lençóis, cobertores, mantas, almofadas, roupa interior masculina, feminina e infantil, roupa em geral, produtos de higiene, fraldas, leite em pó, comida para bebé e enlatados.

As caixas solidárias vão chegar à Caritas da Madeira que, por sua vez, tratará de gerir os bens oferecidos, tendo em conta os pedidos de ajuda.

 O apoio reverterá também para outras instituições como a Associação Protectora dos Pobres, a Delegação Regional ds Abraço no Funchal, a ADENORMA (Associação para o Desenvolvimento da Costa Norte da Madeira) e o núcleo regional da ACREDITAR (Associação de Pais e Amigos das Crianças com Cancro), na Madeira. A campanha está integrada no Projecto de Luta contra a Pobreza e a Exclusão Social, promovido pelos CTT.
in http://noticias.sapo.pt/info/artigo/1048089.html

Outras fotos...

Antes:

Depois:



Outros sítios:






Fonte das fotos: internet (desconheço os autores).
Reblog this post [with Zemanta]

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Pão de 3 Cereais e Cerveja

Bière ! Beer !Image by DZdiode via Flickr
A receita do dia de hoje chegou-nos por email, do nosso leitor atento Pedro G., a quem agradeço desde já o envio da receita.

Eu estou com falta de farinha (normal e pré-preparada) e de fermento de padeiro, pelo que as minhas produções estão suspensas até ir novamente às compras ao Jumbo, onde habitualmente faço as compras. No fim de semana passado estive no Intermarché, mas não vi lá o fermento de padeiro :(

Ora bem, eu gosto de todas as receitas que levam cerveja, e sou fã incondicional de pão de cereais, pelo que me parece que esta mistura de cerveja com cereais, resultará num pão excelente.

Aqui vos deixo a mensagem enviada pelo Pedro (mais uma vez, muito obrigada!), com a receita.

Pedro escreveu:
Gostaria de aqui deixar esta receita que fiz há pouco tempo e saíu muito bem. É um pão que acompanha bem enchidos, queijos intensos (de cabra e ovelha) e também algumas compotas, como por exemplo marmelada.

Ingredientes:
140ml de água
250ml de cerveja
80g de farinha de centeio
70g de farinha de milho
2 colheres de sopa de glúten
350g de farinha de trigo tipo 65
1/2 colher de café de sal
10g de fermento de padeiro

Preparação:
Untar as pás com óleo. Deitar a água, cerveja e o sal. Adicionar as farinhas e o glúten e, por fim, o fermento de padeiro. Na Tefal Home Bread XXL, programa 1, peso 1000g, nível de tostagem mais claro.
Desenformar no fim de cozido e deixar arrefecer sobre uma grelha.

Reblog this post [with Zemanta]

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Pão de Mistura da Vanda

Secale cerealeImage by kenny_lex via Flickr
A nossa leitora Vanda M. deixou-nos a sua receita para fazer pão de mistura, que mais abaixo transcrevo.
Esta receita tem um pouco de centeio, sobre o qual aproveito para falar um pouco.

O centeio (Secale cereale) é uma gramínea cultivada em grande escala para colheita de grãos e forragem e tem parentesco com o trigo e a cevada.
O grão de centeio é utilizado para fazer farinha, ração, cerveja, alguns tipos de whisky e grande parte das vodkas.
Os indícios mais antigos do uso doméstico do centeio foram encontrados no sítio de Tel Abu Hureyra, no norte da Síria, no vale do Eufrates, datado do fim do Epipaleolítico.

Fonte: informação baseada em informações da Wikipedia.

Vanda M. escreveu:
Olá a todos gostava de deixar aqui o meu contributo deixando a minha receita do pão que diariamente faço em casa.
Além de ficar muito bom é muito económico,compro as farinhas na padaria ...ah o fermento também, as farinhas preparadas são muito mais caras.
Então é da seguinte forma:

Para pão de 1 Kg.

Ingredientes:
380g de farinha tipo 65
65g de farinha integral
20g de farinha de centeio
4g de fermento de padeiro
3g de sal
um fio de azeite ou óleo (deito directamente na pá).
300ml de água morna
sementes (facultativo)

Confecção:
A ordem é o azeite, a água morna, o fermento desfeito na água, as farinhas já misturadas e por último o sal.
Utilizo o programa 3 (da Taurus My Bread), na tostagem eu gosto bem cozido, mas na média fica bem.

Bom apetite !!!!
Reblog this post [with Zemanta]

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

BeRuby: Pagam-nos para navegar na net!

Hoje registei-me no BeRuby , a conselho de uma amiga que já usa, a Joana do blog BimbyParaTodos, para ver se realmente dá algum dinheiro por navegar na internet, tal como anunciam.
Basicamente é um agregado de anunciantes, que pagam por navegar nos sites dele, registar nos sites dele ou mesmo comprar nesses sites.
Exemplos de anunciantes que fazem parte do BeRuby são a Fnac, o Facebook, o hi5, o YouTube, o Sapo, o jornal A Bola, e outros tantos igualmente conhecidos.

Basicamente estes anunciantes pagam ao BeRuby pela publicidade e o BeRuby paga-nos a nós (através de Paypal ou transferência bancária - totalmente seguro) para lá irmos aos sites dos anunciantes!

Retirado do site deles:
"Existem muitas empresas que pagam comissões por: realizar uma venda pela Internet, conseguir que um registo no seu site ou simplesmente por visita na sua web. BeRuby conseguiu chegar a acordos com diversas empresas, de modo a gerar rendimentos pelas actividades que realizem os usuários.

A diferença é que BeRuby partilha 1/3 dos seus rendimentos, com os usuários directos. Sendo esses rendimentos feitos através de uma compra, um registo ou uma visita. O rendimento dependerá de cada anunciante. A forma de BeRuby apresentar ao usuário que o anunciante gera comissões é através de rubis junto do logótipo da empresa. Três rubis será o máximo e representa um pagamento elevado de comissões, enquanto que os anunciantes que não geram comissões não possuem rubi."

Experimente! Faça o seu registo no BeRuby aqui.
O portal que partilha os seus rendimentos

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Como cortar pão fininho

Comprei aqui há tempos um utensílio de cozinha que é bastante útil para conseguir cortar fatias de pão bem fininhas: uma faca eléctrica!
A minha é uma faca eléctrica da Kenwood, modelo KN450, igual à da foto:

As lâminas são em aço inoxidável (tem 2 conjuntos de lâminas), que vêm com uma capa protectora, e podem ser lavadas na máquina de lavar loiça.
Ao todo, a faca eléctrica pesa 0.54Kg, e possui as dimensões (cm): 6.2 x 4.4 x 11.5.
Serve não só para cortar pão, mas também para trinchar peças de carne, como por exemplo, rolo de carne, lombo, etc.

É sem dúvida um excelente aliado para os perfeitos cozinheiros.

Aqui, no site da Kenwood, encontra-se o seu livro de instruções.

Vou mostrar a minha faca eléctrica em acção: acabei de fazer um pão integral para o lanche e aqui está ela, com duas fatias fininhas acabadas de cortar (com o pão ainda quente, porque quero comê-lo já com manteiga a derreter, nham nham!)

domingo, 7 de fevereiro de 2010

Pão de Canela e Erva-Doce II

Para o lanche de hoje fiz uma variação desta receita de Pão de Canela e Erva-doce, com os ingredientes que tinha cá por casa.
Resultou num pão muito fofinho e muito saboroso, que me deixou a salivar enquanto cozia. O aroma da canela e da erva-doce inundou a casa e nem consegui esperar que o pão arrefecesse, para poder comer uma fatia (e por isso a foto nem ficou grande coisa, por causa de ter sido cortado quente).
Mas que bem que me soube, huuummm!!! :)



Ingredientes:
(Modo tradicional):
250ml de água morna
1 dl de azeite
100 g de açúcar
500 g de farinha de trigo
1 colher de chá de sal
12g de fermento de padeiro
2 colheres de chá de canela
2 colheres de chá de erva-doce

(Modo alternativo com farinha preparada):
250ml de água morna
1 dl de azeite
100 g de açúcar
500 g de farinha pão Rústico da Nacional (já traz o fermento e sal)
2 colheres de chá de canela
2 colheres de chá de erva-doce

Confecção:
Coloque os ingredientes na cuba, pela ordem indicada.
Programe a máquina para utilizar o programa Pão Branco (programa normal), tamanho médio (750g) e cor média.

Bom Apetite!

sábado, 6 de fevereiro de 2010

Pão de Hamburguer

Procurava como é que se faziam as bolas de pão de hamburguer e acabei por achar no blog Pão, Bolos e Cia como é a receita (que transcrevo aqui e a quem dou todo o crédito).


Big MacImage by Phil Dragash via Flickr



O hamburguer é uma espécie de sanduíche de carne picada (quase sempre bovina) e cozida (frita, grelhada, etc). É geralmente servido entre duas metades de pão, formando uma sanduíche e pode ser acompanhado por condimentos e outros ingredientes também colocados dentro do pão, como a cebola, alface, tomate, ketchup, queijo fatiado, bacon, etc.

Há poucas versões sobre a origem do hamburguer. Porém, um dado é certo: ele nasceu há muitos séculos, contrariando a regra da grande maioria dos hábitos alimentares, que se caracterizam pela regionalidade.
O hamburguer, apesar de ser considerado como uma instituição norte-americana, só chegou aos Estados Unidos da América, pelas mãos de imigrantes alemães, vindos dos arredores de Hamburgo.

Uma das histórias sobre sua origem remete ao século XIII, quando cavaleiros tártaros moíam a carne dura e crua durante as cavalgadas, colocando-a sob suas selas. Após algum tempo de travessia, o alimento se transformava numa "massa" mais macia e fácil de mastigar.

A história do hamburguer começou no final do século XVII, quando tribos nómadas da Ásia Ocidental desenvolveram a técnica de temperar a carne bovina, finamente picada, a fim de evitar o seu perecimento. A iguaria teve bastante aceitação, uma vez que dispensava o manuseamento do fogo nos acampamentos.

Marinheiros alemães que faziam a rota do Báltico conheceram a receita, porém, torceram o nariz quanto à carne crua. Levaram, então, a ideia para casa, mas passaram a cozinhar a carne. O sucesso foi tal que rapidamente virou um prato típico da culinária alemã.

No século XIX, quando a América recebia os seus novos descobridores, os navegadores que partiam da cidade alemã de Hamburgo traziam a tradicional receita, que recebeu o nome de hamburg style steak (bife ao estilo hamburguês).

Os americanos aperfeiçoaram a receita, acrescentando o pão.
Hoje, o hamburguer é um ícone da culinária americana.

Em 1836, no restaurante Del Monico’s, em Nova Iorque, o hamburguer ganhou, pela primeira vez, estatuto de iguaria e passou a constar da ementa - entre duas fatias de pão, já em formato de sanduíche.

Ingredientes:
1 copo (240 ml) de água
1 ½ colher (chá) de fermento biológico seco
2 colheres (sopa) de açúcar
1 colher de sopa de leite em pó
3 copos (430g) de farinha de trigo
2 colheres (chá) de sal fino
2 colheres (sopa) de óleo

leite (para picelar)
sementes brancas de sésamo (para enfeitar)

Confecção:
Colocar os ingredientes pela ordem indicada, na cuba da MFP.
Seleccionar o programa "Massa".
Depois de terminar deixar levedar durante mais 30min.

Retirar a massa para uma superfície enfarinha e dividir a massa em 8 bolas.
Tender as bolas, deixando a superfície lisa.
Deixar levedar, espaçadas, sobre a superfície enfarinhada.
Polvilhar com farinha e cobrir com um pano.
Deixar levedar durante mais 30min.

Pré-aquecer o forno a 200ºC.
Com uma espátula larga, colocam-se as bolas num tabuleiro polvilhado com farinha ou forrado com um tapete de silicone.
Pincelar as bolas com leite e salpicar com as sementes de sésamo.
Levar ao forno até ficarem douradas, cerca de 15 a 20min.
Retirar e deixar arrefecer numa grelha.

Reblog this post [with Zemanta]

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Pão Branco II

American biscuits with honeyImage via Wikipedia


Esta receita de Pão Branco foi partilhada pela nossa leitora Cabanca, a quem agradeço, e é uma receita da Tefal Home Bread.

Ingredientes:
200 ml de água tépida
110 ml de leite tépido
2 colheres (de café) de sal
1 colher (de sopa) de azeite
1 colher (de sopa) de mel
500g de farinha de trigo tipo 65
1 colher (de café) de fermento seco (polvilhado sobre a farinha)

Confecção:
Colocar os ingredientes na cuba, pela ordem apresentada. (não esquecer de untar a pá misturadora com azeite ou óleo, antes de a colocar).
Utilizar o programa 1, peso 750g e cor média.

Reblog this post [with Zemanta]
Blog Widget by LinkWithin
Pin It button on image hover